pensar

Pensar fora da Caixa com WTS Coaching

Pensar fora da Caixa com WTS Coaching

Muitos empresários brasileiros reclamam que existem muitas funções que não são preenchidas nas empresas. Alguns cargos ficam anos sem que ninguém os ocupem. Eles reclamam que a grande maioria dos colaboradores só consegue agir quando lhes são apresentados os caminhos. Eles precisam que sejam dados os passos com todos os detalhes. Se exigir deles algum esforço para criar alternativas que não estavam previstas no manual, muitos não conseguem reagir satisfatoriamente. Muitos têm dificuldades de apresentar soluções criativas para solucionar problemas do cotidiano das empresas.

Uma parte dos empresários tem afirmado que, para algumas funções, exige-se capacidade de trabalhar com situações novas todos os dias. É preciso assumir o risco de tomar decisões e surpreender a equipe e o chefe. É necessário ser ágil e ter a capacidade de sugerir alternativas positivas que podem, num dia, mudar o rumo da empresa nos próximos anos. É justamente nesse momento que o problema começa a se agravar, pois a reclamação é que muitos profissionais se satisfazem em apertar o mesmo botão todos os dias. Se a tarefa estiver bem determinada no manual, o resultado será excelente.

O dilema é que o mundo mudou e as exigências do mercado e da vida exigem que as pessoas que dominem bem sua área e, ao mesmo tempo, conseguem oferecer contribuições para outros departamentos. É o que Gardner chamará de multidisciplinaridade. A Gestão Inteira trabalha nas duas pontas e busca preparar a equipe para conhecer o processo de forma integral. Através do WTS Coaching, são fornecidas ferramentas para implantar uma gestão participativa que estimula o profissional a pensar e interferir em outras áreas da empresa. O WTS Coaching desenvolve as competências da formação integrada.

Porém, é preciso ter paciência, disciplina nas reuniões, planejamento, plano estratégico e Plano de ação. O resultado inteiro chega na medida em que se caminha. Muitos desses profissionais cresceram em famílias de caixinha, estudaram os ensinos fundamental e médio na caixinha, fizeram universidades na caixinha e agora tem a criatividade presa dentro da caixinha. O tempo que eles levaram para entrar caixinha pode ser o mesmo tempo que precisarão para saírem dela. Na caixinha, não adianta a diretoria esperar pró-atividade dos executivos e colaboradores com soluções criativas. A empresa precisa montar um plano de investimento educacional continuo no colaborador. A empresa WTS prepara empresas para inserirem o Coaching WTS como educação continuada no processo de crescimento da instituição. Educação continuada é diferente de treinamento.

Dell Delambre

(Visited 321 times, 3 visits today)

Coach WTS e Consultor em Sustentabilidade. Premiado pela UNESCO e no Jornal Folha Dirigida. Doutor, Conferencista e Professor Universitário.

Próximo ArtigoWTS Coaching é mais do que bater metas